quinta-feira, junho 18, 2009

Bromazepan

Branda ansiedade insólita. Torna-se viral em minhas veias.
Toma-me como pulso em cadeia. Puni-me propenso ao desenvolvimento a dependência.
Tranqüiliza filho insolente do psíquico. Fode como um juízo sem valor.
Rega-me do delírio despido. Faz de mim seu fiel seguidor
Oh! Bromazepan, quisera eu, ser eu sem você...

4 comentários:

SaPaToS De LaTa disse...

melhor um kibe frito

Intrigando! disse...

ou um kibe cru

Liz Silveira disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk
Um clássico, não nego.

Intrigando! disse...

Opa.... Guigo... temos uma perceria com Liz então? aushaushaushauhs
Só temos que escolher se vai ser frito, cru ou clássico!