sábado, junho 06, 2009

RULES

Servidas de decoro e dignificação consensual as regras servem para controlar.
Mais ou menos seguindo a linha do pragmatismo do discurso. A ética de Kant nada vale em relação a esse consenso social. Vale a ética discursiva de Habermas. A premissa das regras.
Mas já que foram feitas ou anarquizamos ou cumprimos. As minhas cumpro, mesmo porque foram feitas por mim e para mim, logo então não teria o porque não as seguir. Neste caso vale a ética de Kant, egoísta que sou.
Minhas regras são no âmbito sentimental. Simples e pragmáticas. Análise, reflexão e regra, nesta ordem.

Se é para termos! Aceito.
Regras então...

4 comentários:

Rachel Koerich disse...

"Let the game begin"

Intrigando! disse...

"why so serious?"

SaPaToS De LaTa disse...

Hein?

Intrigando! disse...

Who are you?